Sérgio Moro autoriza investigação exclusiva para sítio de Atibaia (SP)

O juiz Sérgio Moro autorizou a Polícia Federal (PF) a abrir um inquérito exclusivo para investigar as reformas do sítio de Atibaia, que era frequentado pelo ex-presidente Lula e sua família. A polícia apura se as obras foram pagas por empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato. A PF já investigava as reformas em um inquérito … Leia Mais


Filho de brasileiros é candidato à Presidência dos EUA

A descrição se aplica não apenas ao bilionário-celebridade Donald Trump, que lidera as pesquisas de intenção de voto entre os pré-candidatos republicanos, mas também ao americano Rod Silva, de 43 anos, filho de imigrantes brasileiros que concorre à Casa Branca como independente. Silva é uma das 1.528 pessoas que se inscreveram até o momento para … Leia Mais




Prefeita de Apuarema usa dinheiro da educação para fazer festa e deixa professores sem salários

noticias-48871470b4

Em Apuarema, no interior do estado, professores da rede municipal de ensino, reclamam de atraso no pagamento do salário de dezembro do ano passado.

De acordo com informações da própria classe, os valores deveriam ter sido depositados desde o último dia 10 do mês que passou, mas até a data atual, 21 de janeiro, nem sequer previsão havia sido anunciada.

A informação é de que a verba destinada para o pagamento da classe, teria sido usada na realização de uma festa com bandas musicais, trio elétrico e um boi no rolete, ocorrida no dia 13 de dezembro, e que custou aos cofres do município mais de R$ 50 mil.

Em uma conversa com uma representante da APLB local, o filho da prefeita, que também responde pela administração do governo, revelou que faltam R$ 20 mil para iniciar o pagamento dos atrasados.

Em nota particular publicada no Facebook, uma educadora mostrou-se indignada e relatou as dificuldades enfrentadas com os inúmeros atrasos salariais. (Diário Paralelo)


Delator diz que Aécio era “o mais chato” na cobrança de propina

AECIO-NEVES-SERIO-460x277

O entregador de valores Carlos Alexandre de Souza Rocha (“Ceará”) disse em sua delação premiada, divulgada pelo, que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) era “o mais chato” na cobrança de propina junto à empreiteira UTC.

Ceará trabalhava com Alberto Youssef. Segundo a reportagem, ele afirmou ainda ter levado R$ 300 mil a um diretor da UTC no Rio, de sobrenome Miranda, que seriam destinados a Aécio.

O delator contou que Miranda estava ansioso pela “encomenda” e teria lhe falado: “Esse dinheiro tá me sendo muito cobrado”.

Ceará teria quastionado o diretor da UTC, que teria respondido que o destinário do dinheiro era o senador tucano. “[Miranda] ainda falou que era o mais chato que tinha para cobrar”, revelou Rocha. (mais…)


Horário Eleitoral custará R$ 576 milhões ao governo em 2016

PRESIDENCIAVEIS-2014-460x197

O processo eleitoral tem um custo total que vai além dos gastos com campanhas e o Fundo Partidário. Em 2016, quando irão acontecer eleições municipais, o governo federal prevê o ressarcimento de R$ 576 milhões para as emissoras de tv e rádio que transmitem o horário eleitoral, segundo informação do blog do Moreno de “O Globo”.

O benefício às emissoras que veiculam o horário eleitoral obrigatório é garantido pela legislação eleitoral (Lei 9.504/2007). O valor deduzido em imposto de renda corresponde a 80% do que as empresas receberiam caso vendessem o espaço para a publicidade comercial.

Considerando que as emissoras arcam com 20% dos custos, é como se cada brasileiro pagasse, indiretamente, R$ 2,88 para receber informações sobre candidatos e partidos políticos no rádio e na TV. Entre 2002 e 2015, R$ 5,5 bilhões deixaram de ser arrecadados pela União por conta das deduções fiscais, em valores correntes. No ano passado, a isenção foi de R$ 218,3 milhões.

Segundo “O Globo”, a renúncia fiscal concedida às empresas de rádio e televisão é uma das mais altas na lista da Receita Federal. Este ano, supera, por exemplo, os benefícios tributários para creches e pré-escolas, que têm previsão de R$ 72,7 milhões. Também é superior ao Fundos de Direitos da Criança e do Adolescente, que terá isenção de R$ 323,4 milhões.


Geddel é acusado de pedir dinheiro à empreiteira para dividir com aliados no interior da Bahia

cms-image-000476251

Troca de mensagens com o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, indicam que o presidente estadual do PMDB, Geddel Vieira Lima, atuou na Caixa Econômica Federal, – da qual foi vice-presidente entre 2011 e 2013 – na Secretaria da Aviação Civil da Presidência, e junto à prefeitura de Salvador para atender interesses da construtora. Segundo informações do jornal O Globo, Geddel também fez pedidos de recursos à empreiteira destinados a aliados no interior na Bahia e para sua candidatura ao Senado em 2014. Geddel também pediu emprego na empresa para um diretor da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), autarquia do Ministério da Integração Nacional, que havia sido demitido três meses antes. As mensagens aparecem em um relatório da Polícia Federal, encontradas em dois celulares apreendidos de Pinheiro, que foi preso na 7ª etapa da Operação Lava Jato. “Geddel aparece em algumas oportunidades solicitando valores para Léo Pinheiro, em especial relacionado ao termo ‘eleição’ e outros apoios. Já Léo Pinheiro demonstra ver em Geddel um agente político que pode ajudar na relação da OAS com órgãos e bancos (Caixa, por exemplo)”, diz a PF. Em um dos recados, em 19 de abril de 2013, o peemedebista trata da Transolímpica, via expressa em construção no Rio de Janeiro para os Jogos Olímpicos 2016. “Amigo, aquele assunto da Transolímpica, questão da trava domicilio/notificação da nossa parte tá solucionado. Mandei o pessoal enviar uma minuta e se concessionária der ok, já liberamos os 30 abs”, afirma Geddel, em mensagem reproduzida por Pinheiro a outro interlocutor. Geddel se defendeu das acusações durante uma entrevista à rádio Metrópole. “Com quem eu trocava mensagem? Com alguém que tinha cometido alguma coisa errada? Era um dos maiores empresários baianos e brasileiros. Não há nenhuma imoralidade em conversar com empreiteiro. Eu sou um agente público, era minha obrigação. Se você olhar as conversas, não tem nada de ilegal, nada de códigos, de apelidos. Falar com Leo Pinheiro, só porque está preso agora, tudo vira crime. Ele é meu amigo, não há absolutamente nada demais”, disse o peemedebista em entrevista à Metrópole FM.


AM: Revoltados, moradores incendeiam casas de prefeito na cidade de Coari

ataque-casa-do-prefeito-640x480
Foto: PM-AM / Divulgação

As duas casas do prefeito de , Igsson Monteiro (PMDB), foram invadidas e incendiadas, na manhã desta quarta-feira (14), durante protesto de funcionários públicos que estão com salários atrasados, e também, de mototaxistas que estariam revoltados com as taxas impostas pelo executivo municipal. Além da casa do prefeito, os manifestantes incendiaram a Câmara Municipal da cidade, depredaram e saquearam a casa de três vereadores e jogaram o carro de Igsson Monteiro no rio Solimões.
O titular da Delegacia Interativa de Coari, delegado Luis Fernandes, pediu reforço da PM que enviou, por volta das 16h (18h no horário de Brasília) desta quarta, para a “Terra do Petróleo” cerca de 60 policiais militares do Batalhão de Choque. A situação já está controlada, porém a polícia não descarta novos ataques por parte dos manifestantes.

De acordo com informações da Polícia Civil, com informações da Polícia Civil, aproximadamente 400 manifestantes se reuniram na frente da casa do prefeito para protestar contra a falta de pagamento de salários que se arrasta desde o mês de agosto. Alguns dos funcionários estariam sem o décimo terceiro salário. (mais…)