Saúde. Tratamento caseiro para varizes: veja dicas e alimentos

As varizes são veias que não conseguem executar mais sua função, de enviar o sangue de volta para o coração. Elas são mais comuns nas pernas, já que essas veias precisam trabalhar contra a gravidade para executar essa função. Existem diversos procedimentos médicos que podem eliminar as veias varicosas, mas raramente um tratamento caseiro para varizes conseguirá eliminá-las. No … Leia Mais


SAÚDE. Uma noite mal dormida já traz danos ao cérebro e apetite

Os malefícios de dormir mal são muitos. A privação de sono crônica pode aumentar os riscos de você ter uma hipertensão, AVC, diabetes, depressão ou mesmo engordar. Mas quantas horas de sono afinal cada pessoa precisa? Isso, na verdade, é muito relativo, para alguns pode ser seis horas, para outros dez! “A média na população seria de … Leia Mais


Avós que cuidam dos netos vivem até 10 anos mais, diz estudo

Um novo estudo feito na Alemanha, mostrou que avós que cuidam de crianças tem mais longevidade, e podem chegar a viver 10 anos a mais, do que aqueles que não participam tanto da rotina das crianças. Os pesquisadores analisaram a vida de 500 pessoas, entre 70 e 103 anos de idade, que foram acompanhadas pelo … Leia Mais


Combate ao AVC: os segundos que fazem a diferença

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma doença cerebral que mata mais de 100 mil pessoas por ano no Brasil. O AVC ou derrame é quando ocorre o entupimento de uma veia ou uma artéria dentro da cabeça dificultando a passagem do sangue para o cérebro. Segundo o Ministério da Saúde, a doença é o motivo … Leia Mais


Mais de 50% dos jovens acompanhados pela atenção básica do SUS se alimentam mal

Para o coordenador-substituto de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Eduardo Nilson, os jovens precisam se atentar mais à alimentação adequada. “Dados revelam que adolescentes com obesidade aos 19 anos têm 89% de chance de ser obeso aos 35 anos, por isso é necessário investir na promoção de uma alimentação adequada e saudável, especialmente … Leia Mais


Entenda quando a dor nos seios é motivo de preocupação

Uma das principais questões de saúde feminina é sobre o quanto é normal ou preocupante a dor nos seios. O mais importante é sempre manter a calma, pois a dor na mama é um sintoma que pode afetar 70% das mulheres e o principal motivo é a alteração hormonal relacionada à TPM, menstruação ou menopausa. No entanto, pode haver outras situações que precisam ser avaliadas por um especialista, como: cistos nos seios, mastite da amamentação ou câncer de mama. “Uma mulher que sempre sente dores na região dos seios, durante uma consulta com o seu ginecologista, pode conversar a respeito e tirar essa dúvida. Em muitos casos, ela chega ao consultório assustada, pensando que é uma doença grave, mas trata-se de uma dor cíclica ligada à uma mudança hormonal”, explica o Dr. Rogério Fenile, mastologista e membro titular da Sociedade Brasileira de Mastologia. Se essas dores não representam riscos à saúde da mulher, mas são severas e atrapalham a sua qualidade de vida, o médico pode prescrever anti-inflamatórios não hormonais. No entanto, segundo o especialista, há aqueles casos que precisam de atenção. “Cada caso tem que ser avaliado individualmente, pois por trás dessa dor pode haver algo mais grave que não deve ser descartado sem uma conversa”, destaca Fenile.

Entre eles estão:

Foto:  iStock

(mais…)


Setembro Amarelo. Novo desafio da internet alerta para risco de suicídio entre crianças e adolescentes, especialista explica

Um possível caso de suicídio, ainda em investigação, que ocorreu na semana passada em Pernambuco, alerta para o risco de crianças e adolescentes se envolverem em situações que podem levar a mutilações e até a morte. Uma criança de 9 anos encontrada pelos pais enforcada em uma árvore por um fio, no quintal de sua casa, pode ter relação com o chamado desafio de “Boneca Momo”, tem circulado no WhatsApp.

De acordo com Nadja Pinho, psicopedagoga da Holiste, salienta que uma das dificuldades em se identificar o risco de suicídio entre os jovens é que, naturalmente, essa fase da vida já é marcada por grandes mudanças de comportamento. O problema reside em separar o que pode ser considerado um comportamento normal daquilo que merece a atenção de um especialista.

“Aquele aluno que nunca teve problemas disciplinares e que, de repente, começa a filar aula, se envolver em confusões e brigas; ou o aluno que nunca teve problemas com notas passa a ter um rendimento escolar muito abaixo da média, comprometendo sua aprovação nos exames. Esses dois perfis merecem a atenção dos pais, educadores e colegas, pois estes são indícios de que algo não está bem com o jovem”, pontua Nadja.

(mais…)


Vacina contra sarampo e pólio atinge só 20% das crianças no país

A poucas horas do fim da campanha nacional de vacinação contra sarampo e poliomielite, balanço do Ministério da Saúde aponta que cerca de 2,2 milhões de crianças entre um e cinco anos de idade ainda não foram vacinadas. O índice equivale a 20% do público-alvo da campanha, formado por 11,2 milhões de crianças nessa faixa etária. A vacina é indicada independente da situação vacinal anterior. O objetivo é reforçar a imunização e conter o avanço do sarampo no país, doença que já leva a surtos na região Norte.

(mais…)


Você se considera ansioso(a)?Faça agora o teste para saber seu nível de ansiedade!

Olá leitores do PTN NEWS!

Como vocês acompanharam, estamos fazendo uma série de reportagens sobre a ansiedade, a doença do século.Amanhã, quarta-feira, faremos uma entrevista com a Psicóloga, Valéria Costa, que atende na clínica AME, todas as quartas.

Você se considera ansioso (a)? Seja sincero nas respostas e veja seu nível de ansiedade, deixe também seu comentário. Clique no link e faça o teste!


Depoimentos reais de pessoas que sofrem de ansiedade, acompanhe no PTN NEWS

Depois de entender o que é a TAG, você percebeu que o Transtorno de ansiedade generalizada é muito mais que um” friozinho na barriga”.

Quem sofre com esses transtornos ,vivem em uma montanha russa de pensamentos e medos diários.
Recolhemos alguns depoimentos reais de pessoas que convivem com a TAG, os nomes foram preservados.

Ao ler cada história tente se colocar no lugar de quem escreveu. Acompanhe:

” Inesperadamente! Não sei por onde, nem porque, nem pra que, só sei que ela chegou. Não me lembro nem mesmo o dia, só sei que convivo ou sobrevivo com a ela.
A ansiedade hoje faz parte da minha rotina ,em tudo que vejo,penso e imagino,tanto em relação a minha vida quanto das pessoas que me rodeiam (Amigos,familiares,patrão entre outros) .

Na maioria das vezes eu quero resolver a vida de todos e esquecer da minha e por conta disso, acabo ficando sem tempo, energia, disposição e paciência pra cuidar dos meus filhos da forma que deveria.Na verdade, vem uma enxurrada de emoções em minha mente.As vezes é difícil aceitar que a ansiedade convive comigo ainda mais porque tenho filhos e preciso ser forte,se não por mim, por eles.

São tantos suspiros,não consigo deixar nem sequer um pratinho pra lavar no dia seguinte! Hoje foi assim: As lâmpadas já estavam apagadas, as portas trancadas, mais só me acalmei após ascender as luzes e começar tudo de novo, até que aquele último pratinho estivesse limpo!! A ansiedade é tamanha e embora os gêmeos já tenham 5 anos de idade, ainda não consigo dormir em outra cama, a não ser na deles, imagino que vão ter frio ou calor, que precisa olhar pra ver se ta respirando ou se algo os incomoda…

E para que vocês leitores compreendam melhor, as vezes é até difícil sair de casa!

Recebi um convite pra um almoço em família mas, na minha mente, já projetei como vai ser, como as crianças não irão se comportar… Entre um pensamento e outro, vem a vontade de desistir, de se esconder, de não se associar, de desistir e sumir.Mas no fundo, bem lá no fundo, sei que essa não é a solução, ficar em casa nao irá melhorar minha ansiedade, por isso luto comigo mesma e aceito todo convite de associação com meus amigos.Geralmente volto mais animada e confiante, por um certo período esqueço um pouco o que sinto mais ainda assim, voltarei ao meu recinto.”
-Ramos, 31 anos

“Muitas vezes quando falo que tenho ansiedade, as pessoas acham normal.

Acabaram até banalizando afinal, hoje em dia todo mundo tem!

Mas esquecem do que é a definição da palavra ANSIEDADE.

Ansiedade é não ter vontade de levantar da cama todas as manhãs, por medo do que vai acontecer.
Ansiedade é passar o dia aguardando a hora em que tudo vai desmoronar.

Ansiedade é não querer comprar uma moto, porque podem te roubar.

Ansiedade é não conseguir ver os discursos do seu marido, com medo do que pode dar errado.

Ansiedade é sofrer pelo que aconteceu, pelo que vai acontecer, pelo que pode acontecer e pelo que nunca vai acontecer!

Ansiedade é não conseguir andar no banco da frente do carro, com medo do acidente acontecer.

Ansiedade é conferir o dinheiro na carteira várias vezes antes de pagar o cobrador porque, na sua cabeça, o dinheiro vai sumir.

Ansiedade é não consegui fazer um pedido em uma lanchonete, simplesmente porque não conhece a atendente.

Ansiedade é não conseguir trocar a identidade, porque as mãos não param de transpirar.

Ansiedade é ter medo de caminhar na rua sozinha.

Ansiedade é perder as festas e as viagens de família, porque tem muita gente.

Ansiedade é ter dificuldade em aceitar as pessoas que querem entrar em sua vida, com medo que te machuquem.

Ansiedade é não conseguir levar a sobrinha para brincar na praça.

Ansiedade é querer passar a vida inteira trancada no seu quarto.

Ansiedade é ter a sua vida controlada por um medo irracional de viver”.

-Bispo, 28 anos.

“Preciso dormir mas o sono não vem, não consigo fechar os olhos.. minha cabeça dói, tudo dói!
Ahh ansiedade porque você me faz estragar tudo?!

Eu sei que tem tudo pra dar certo, mas na minha cabeça já deu errado mil vezes… o que eu faço? pq me sinto tão inútil e insuficiente?

“Quanto mais eu movo mais afundo em mim.”
Para onde foi a felicidade que deveria vir desse momento tão importante pra mim? Não sei, acho que se afogou no mar de inseguranças e medo, se perdeu nas águas turbulentas da ansiedade. Tudo isso ainda é o que eu quero é o que eu sonhei e no final eu sei que vai dar tudo certo, vai ficar tudo bem. O que me assusta é a jornada até esse final.”

-Santos, 25 anos.

“Um certo dia ,depois de tentar engoli palavras não ditas e coisas que não merecia ouvir, tive uma crise. Meus lábios e mãos adormeceram e um medo avassalador tomou conta de mim. Tremia muito e uma mistura de calor e frio me deixava ainda pior .Meu coração estava acelerado e eu não conseguia respirar direito.
Só depois eu descobri que estava tendo uma crise de ansiedade e agora vez por outra, quando não consigo controlar meus pensamentos ou dizer o que deveria ser dito, ela volta com tudo.
No geral, as pessoas não conseguem lidar com a ansiedade, principalmente as que não sentem o que nós sentimos.
As vezes, vejo o medo nos olhos do meu marido. Uma noite, enquanto não conseguia respirar ele me abraçou e pediu que eu não morresse. Geralmente parece mesmo que não vou conseguir respirar de novo. O pior não é ter que ir pro balão de oxigênio é encarar tudo sabe!? Eu não queria está naquele hospital nem ver o desespero da minha família. A ansiedade resolveu morar em mim e sinceramente, nada aqui dentro me deixa tão confusa quanto ela.

-Souza, 24 anos.

Você se identificou com os depoimentos ou lembra-se de alguém que passou por situações semelhantes?

Realmente não é fácil conviver com a ansiedade. Algumas das pessoas citadas acima fazem acompanhamento com um especialista.Não tenha vergonha ou medo de pedir ajuda!

Na próxima edição, confira a entrevista com a especialista.

Convide as pessoas para ler no PTN NEWS as matérias sobre ansiedade, nunca antes foi tão necessário falar sobre ela e seus efeitos!

A ansiedade tornou-se a doença do século!