mundo-irlanda-20140609-02-copy

Uma “quantidade significativa” de restos mortais de bebês e crianças foram encontrados em um antigo centro católico para mães solteiras na Irlanda. A descoberta ocorreu na cidade de Tuam, no oeste do país, durante as escavações realizadas como parte de investigação de denúncias sobre esses locais.

A comissão sobre lares para mães e bebês (Commission on Mother and Baby Homes), expressou “choque” pela descoberta de uma cripta subterrânea improvisada no local, formada por diversas câmaras. “Foi descoberta uma quantidade significativa de restos humanos em ao menos 17 das 20 câmaras subterrâneas examinadas”, acrescentou


recem-nascidos-china-20120810-original1

Considerado o país do filho único durante os últimos 38 anos, uma medida para evitar a explosão demográfica, a China pode agora começar a pagar para as famílias terem um segundo filho.

A chamada política do filho único vigorou até janeiro do ano passado, quando o governo permitiu que os casais passassem a ter duas crianças. Achou-se que, assim, as pessoas se sentiriam incentivadas a aumentar a família. Mas a medida não surtiu o efeito desejado. A maioria das mulheres não quer ter mais filhos, porque alegam que a despesa é muito alta.


sexo-selvagem-740x357

Um vereador de Overtornea, uma pequena cidade da Suécia, propôs a implementação de uma lei que legalize a pausa diária na jornada de trabalho para prática de relações sexuais. Na avaliação de Per-Erik Musjos, o sexo poderia proporcionar um rendimento melhor no trabalho. “Há estudos que mostram que o sexo é saudável”, afirma o vereador. De acordo com informações da agência France Presse, ele argumenta ainda que, por causa da rotina frenética do dia a dia, os casais não encontram tempo suficiente para passar juntos. A medida teria também outro objetivo: resolver o problema da baixa taxa de natalidade da cidade, que sofre com redução da população.


Preview Image
Foto: Divulgação

Os pais e as autoridades estão com medo em todo o planeta. Crianças resolveram, em pleno 2017, ressuscitar um desafio típico da Internet criado em 2012. Mas ao invés de algo com algum propósito, como o Desafio do Balde de Gelo, temos algo apenas perigoso pra caramba. O desafio consiste em colocar sal e gelo sobre a pele e esperar para ver por quanto tempo resistem à queimadura sinistra que vai se formar. A ideia é compartilhar sua marca e desafiar os amigos para filmarem eles próprios tentando vencer o desafio.

Obviamente os resultados não são nada inocentes, e se formam queimaduras sinistras. O desafio tem vida própria: começou em 2012, voltou em 2015 e em 2017 está ensaiando um segundo retorno.
Quando o desafio é feito na mão, o perigo é ainda maior, pois a queimadura pode corroer nervos. Podendo causar lesões permanentes, e até perda de movimento de tendões, Isso acontece porque o gelo diminui a temperatura da fusão. A união dos dois componentes queima pela aceleração da queda de temperatura do gelo. Fonte: R7.

Mãe divulga carta da filha que cometeu suicídio após bullying e estupro
Foto: Divulgação
Mãe de uma jovem que cometeu suicídio aos quinze anos, a australiana Linda Trevan divulgou uma carta da filha em que ela acusa colegas de sala de bullying e estupro coletivo em Melbourne, na Austrália. Quando tinha treze anos, Cassidy foi alvo de bullying e enganada por colegas e levada até uma casa, onde foi abusada sexualmente por dois estudantes que ela não conhecia. “[E enquanto isso] as colegas que a levaram até lá simplesmente sentaram e esperaram. Os dois abusaram dela, enquanto outro guardava a porta”, diz Linda ao News.com.au.


MUNDOIO
Se você é fã de livros, filmes ou seriados de fantasia ou de terror, por exemplo, já está acostumado com a ideia de uma pessoa morta retornar ao mundo dos vivos. Mas, na vida real, a história é diferente e não há nenhuma comprovação ou registro científico de alguém que tenha morrido e voltado a viver.
Na Índia, os médicos do Hospital Anupam, que fica na cidade de Rudrapur, e cientistas das organizações Bioquark e Revita Life Sciences querem ser os pioneiros em trazer mortos de volta à vida. Já autorizados pelo Institutional Review Board, órgão internacional que regula e aprova testes em humanos, os testes para tentar ressuscitar humanos começarão em breve. Mas é importante pontuar o tipo de ressurreição que está em jogo nestes testes.


fim do mundo

O fim do mundo já tem dia, mês e ano: 16 de fevereiro de 2017. Nesta data, um asteroide denominado como 2016WF9, com cerca de 1 km de diâmetro, vai atingir a Terra, provocando uma catástrofe capaz de destruir o planeta. Esta, pelo menos, é a previsão do auto-proclamado astrônomo russo Dyomin Damir Zakharovich. Em matéria publicada no tabloide inglês Daily Mail, Zakharovich afirmou que o asteroide, descoberto pela Agência Espacial Norte-Americana (Nasa) em 2016, deve passar a 51 milhões de km de distância da Terra, conforme divulgado na época pelos próprios cientistas da Nasa.


salento-12

O profeta Nostradamus italiano, Matteo Tafuri, fez uma previsão apocalíptica há 500 anos. Ele afirmou que o fim do mundo estaria bem próximo quando nevasse dois dias seguidos em uma praia da cidade de Salento, que fica na Itália.

A profecia diz: “Salento, de palmeiras e vento sul moderado. Dois dias de neve, dois relâmpagos no céu. Eu sei que o mundo acaba, mas não sentirei saudade”.

Nos últimos dias 8 e 9 de janeiro, a profecia se concretizou e nevou na praia de Selento. A mudança no clima na cidade, cujo clima é tipicamente quente, pegou os moradores de surpresa, que publicaram fotos do momento. Foi a primeira vez na história que nevou na praia.

O profeta italiano Matteo Tafuri viveu entre os anos  1492 e 1582 e era também especialista em filosofia e cientista natural.


fim-do-munndo
Foto: Reprodução / Mega Curioso

O fim do mundo já tem nova data para acontecer: 21 de agosto deste ano, quando o planeta Terra presenciará um eclipse solar. A nova data está em conformidade com uma profecia cristã, de acordo com o site Mega Curioso, segundo a qual o fim do mundo começou com a criação de Israel, em 1947. Setenta anos depois, é o momento de colocar o ponto final nessa humanidade, já que 70 é um número sagrado que aparece nos Salmos definindo uma “geração bíblica”. Michael Parker, estudioso da Bíblia, foi a primeira pessoa a prever o novo apocalipse, divulgando suas conclusões em 2015. Desde então, outros grupos religiosos concordaram que o planeta Terra não passaria de 2017. Ainda conforme a teoria, neste ano começará o período de 2.550 dias da Tribulação, em que a humanidade passará por dores e sofrimentos que resultarão no arrebatamento de fieis.