Aniversário de Doriva produções arrecada 2.276 KG, que serão doados para famílias carentes de Valença

Bombou! O evento em comemoração ao aniversário de Doriva, no município de Valença alcançou todos os objetivos, o produtor trouxe diversos artistas ao estádio municipal, cobrando apenas 2 KG de alimentos não perecíveis para pessoas necessitadas. O resultado foi surpreendente 2.276 KG de alimentos foram arrecadados. Atitudes assim deixa nossa cidadania ainda mais forte, parabéns … Leia Mais


Valença-Ba: Adolescente é assassinado no bairro da Bolivia

No fim da tarde desta segunda, 23/04, por volta das 17h, ocorreu um homicidio por arma de fogo, na Rua da Belgica, no bairro da Bolivia. Vitima de perfuração por arma de fogo, trata-se do adolescente de 16 anos, de prenome Jose, conhecido por Bilo. O DPT-Departamento de Policia Técnica realizou o levantamento cadavérico e em … Leia Mais


Vazou! Leonardo no São João de Valença

Conforte informações do blog Livre Noticias, a prefeitura de Valença assinou através de inexigibilidade licitatória o contrato com a empresa Talismã Administradora de Shows, que avaliza o show do cantor sertanejo Leonardo, nesta última quarta (11). O investimento de R$ 220mil será pago para o show que ocorrerá as 22hs do dia 23 de junho, véspera … Leia Mais




Resgate do empresário Ramiro Campelo custou 5 milhões de reais em formato de dólares, saiba mais

O sequestro do empresário Ramiro Campelo chegou ao fim no início da semana passada, e ainda assim continua-se investigações acerca do caso.

Porém, uma novidade chegou a redação de Livre, após elevado número de contatos feitos pelo jornalista Wellingthon Anunpciação de que o local de libertação do empresário não foi no estado do Espírito Santo, mas na BR-324, precisamente na cidade de Simões Filho, antes disso quando sequestrado de dentro de sua casa, Campelo haveria sido mantido na região rural do município de Valença.

Para o estado capixabense foi enviado o irmão do empresário, Roque Campelo, para realização de pagamento do resgate, no valor de 5 milhões de reais em formato de dólares. Sabe-se que de lá Roque atendeu ao pedido dos sequestradores até chegar ao local do pagamento.

Enquanto as negociatas eram realizadas coube aos filhos do empresário aguardarem o momento do resgate e conter a mídia e amigos para que não alardeassem a situação, que poderia ser fatal, por isso uma nota foi lançada por Ramiro Júnior e compartilhada em tempo recorde nas redes sociais.

Após libertado o empresário foi de taxi para a residência dos filhos na capital baiana.

 

     Parte da quadrilha foi presa e polícia esta confiante do encontro de demais nomes.

Após o pagamento, utilizando o serviço de inteligência da polícia especializada os sequestradores foram seguidos e presos em São Paulo, exatamente no Km 19, em Caçapava, numa churrascaria, numa ação conjunta entre as polícias dos estados baiano e paulista, que realizou a prisão do grupo que dividia o valor que coube aos mesmos pela participação no crime.

 

Liberdade

Campelo aos poucos tem feito contato com alguns amigos. Livre encontrou uma amiga da família que dialogou por telefone com o empresário, que mesmo com a voz abatida, tem acalmado os ânimos de seus amigos mais próximos. “Ele me disse que estava bem. Foi quando a ficha realmente caiu”, comentou.

Ainda não é sabido quando se dará o retorno da família para Valença, porém já há um comentário de que um grupo de amigo pretende festejar o retorno do conhecido “Tio Ramiro”.

Fonte: Livre Noticias


Valença: Sequestrador de Ramiro Campelo morava em Guaibim

André é natural de Minas Gerais, mas morou em diversos estados do país. Salvador é uma velha conhecida, já que ele passou oito anos por aqui na Penitenciária Lemos Brito, no Complexo Penitenciário da Mata Escura. Ele contou que foi condenado por receptação de produtos roubados e outros agravantes, mas não deu detalhes sobre os crimes.
Depois que deixou a cadeia, em 2015, André foi morar em São José dos Campos (SP), até que no ano passado mudou-se para o interior da Bahia. Segundo ele, o motivo da mudança foi o amor. “Conheci uma mulher, a gente se envolveu e fomos morar junto”, disse. O endereço do novo casal ficava próximo ao mar, na praia de Guaibim, em Valença.
Segundo a Polícia Civil, André passará por exame de identificação criminal, no Departamento de Polícia Técnica (DPT) – pois já foi preso com 18 diferentes identidades e é preciso confirmar o nome dado por ele desta vez.

Sequestro
Para a polícia, os dois meses que durou a paixão de André serviram, na verdade, para estudar o sequestro. Segundo o delegado do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), responsável pelas investigações, Cleandro Pimenta, a família da vítima não procurou a polícia para prestar queixa.
“Esse é o tipo de caso que independe de prestação de queixa, por isso, desde que o fato aconteceu as investigações foram iniciadas. Ainda não sabemos há quanto tempo a quadrilha estava atuando, mas todos os presos se conheceram na cadeia. Vamos ouvir a vítima nos próximos dias e isso pode ajudar a identificar outros suspeitos”, contou.
André foi quem tomou conta de Ramiro nos dois cativeiros que passaram.

( Livre Noticia)


Moto é tomada de assalto próxima ao posto água mineral, BR 101

Um senhor, morador do Distrito de Serra Grande, município de Valença, foi vítima de assalto na noite deste sábado,17, na BR 101, enquanto trafegava entre o posto Água Mineral e a entrada do KM 55.
De acordo com as informações, a motocicleta é uma modelo Bros 2014, cor vermelha, de placa policial OZQ 9448.
O Assalto aconteceu por volta das 20 horas, a moto está em nome de Antonio Eliezer Santos Inês Rangel, popular “Ica” de Serra Grande.
Em caso de informações, as pessoas devem ligar par o 190 da Polícia Militar. Se por acaso localizar o veículo no território tancredense pode também acionar a patrulha de plantão através do telefone: (73) 98157- 4550.
(Notícia na Tela)

Suspeitos de envolvimento em sequestro de ex-prefeito e empresário na BA são transferidos de São Paulo para Salvador

Os quatro homens envolvidos no sequestro do ex-prefeito da cidade Valença foram transferidos de São Paulo para Salvador neste sábado (17). Os quatro criminosos participaram do sequestro de Ramiro José Campêlo de Queiroz, que também é empresário, no mês de janeiro deste ano. A vítima ficou 25 dias com o grupo.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), eles chegaram a Salvador no final da tarde, em uma aeronave do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar.

Segundo a SSP-BA, Márcio Reis dos Santos, o ‘Bradock’, Geraldo Alves de Carvalho Neto, Carlos Eduardo Rabello e André Luís Maciel Santos foram presos pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) da Polícia Civil, na última quarta-feira (14), na cidade paulista de Caçapava.

Além das prisões, o dinheiro do resgate pago pela família foi recuperado. A investigação foi feita em parceria com a Superintendência de Inteligência da SSP. De acordo com o delegado do Draco, Cleandro Pimenta, os suspeitos vão prestar depoimento novamente e, em seguida, serão encaminhados para o sistema prisional.

G1

 

Bandidos serão ouvidos e levados para sistema prisional (Foto: Alberto Maraux/SSP-BA)Bandidos serão ouvidos e levados para sistema prisional (Foto: Alberto Maraux/SSP-BA)

Bandidos serão ouvidos e levados para sistema prisional (Foto: Alberto Maraux/SSP-BA)


Polícia Civil da Bahia prende em SP envolvidos em sequestro de Ramiro Campelo; veja fotos dos acusados

Polícia Civil da Bahia prende em SP envolvidos em sequestro de Ramiro Campelo; veja fotos dos acusados
Foto: Reprodução

A Polícia Civil da Bahia prendeu, nesta quarta-feira (14/2), em uma churrascaria no KM 19 da Rodovia Presidente Dutra, em Caçapava, São Paulo, quatro pessoas acusadas de participar do sequestro do ex-prefeito de Valença e empresário Ramiro José Campêlo de Queiroz, ocorrido no mês de janeiro. A operação também contou com informações da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública. Com os baianos Márcio Reis dos Santos, conhecido como Bradock, e  Geraldo Alves de Carvalho Neto, o pernambucano Carlos Eduardo Rabello e o mineiro André Luis Maciel Santos foram encontradas quantias  provenientes do pagamento realizado pela família para a libertação da vítima. O valor será divulgado em breve, após conferido. Comandada pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil baiana, a operação também contou com o apoio da Delegacia Antissequestro da PC de São Paulo, para onde o grupo foi encaminhado. De acordo com o delegado do Draco responsável pelas investigações, Cleandro Pimenta, embora a família não tenha aceitado a participação da polícia na negociação com a quadrilha, a Polícia Civil seguiu com as demais providências de polícia judiciária, chegando à identificações e prisão do grupo. Márcio e Geraldo tiveram mandado de prisão cumprido. Já Carlos e André foram encaminhados para a adoção das demais medidas. Diligências continuam sendo realizadas em outros municípios paulistas com o objetivo de capturar o restante da quadrilha que participou do crime. (Ba.Bahia)

(mais…)